O homem propriamente dito deve tomar consciência de sua substância. Assim sendo, o novato passa de um grau para outro, da disciplina corporal para a disciplina emocional e daí para a intelectual. Os três grupos combinam-se para formar um desdobramento progressivo das suas capacidades e de sua compreensão. É importante notar que se trata de etapas e não terminais. A verdade aprendida é sempre proporcional ao nível de compreensão do indivíduo. - PB

Os subterfúgios do Ego - parte 1

Dizer que o ego nos mantém cativos, é somente uma maneira de expor o problema. A outra será a de que nos sentimos enaltecidos com isso.

Os homens não somente se permitem ser iludidos pelas ilusões geradas pelo ego, mas também lhes dão as boas vindas. 

Não há limite para as pretensões do ego. Hoje, se mostra como o humilde aprendiz e, amanhã, como o pomposo mestre. 

Que ele se autoexamine e veja como seu ego conduz o conjunto de suas faculdades, se oculta e se reafirma entre elas e o ilude. Caso o ego possa se perpetuar através da vaidade e grandiosidade, exibirá suas altas virtudes engrandecidas o tornando desagradável e presunçoso; caso isso seja feito pela submissão, realçará seu triste acúmulo de falhas, tornando-o mórbido e neuroticamente autocentrado. 

O ego simula algumas das qualidades do Eu Superior e reflete algo de sua consciência. Mas a imagem assim criada será falsa. 

Ele é compelido a imitar o não ego e assim ocultar a estreiteza de sua atitude por trás de uma máscara de uma suposta justiça, verdade e altruísmo.

Ocultará assim seus motivos obscuros que o estimulam nas suas ações.

Ele sabe do perigo mortal que corre caso permita que o indivíduo penetre no seu refúgio e o encare diretamente em seus olhos. 

Por isso, sabe muito bem como se proteger e impedir que o aspirante escape de seu poder sobre ele. 

Ele é tão poderoso quando é aquiescido como quando é condenado, pois, em ambos os casos, estará mantendo o indivíduo envolvido numa busca autocentrada. 

Cada movimento dele tem sua base no desejo de manter sua própria sobrevivência ou autopreservação. 

Quanto dessas declamações de serviço à humanidade em verdade apontam para uma direção oposta – a de servir ao ego? Quanto nesses palavreados sobre sacrificar o ego na verdade se está é dando excessiva atenção a ele, tornando-o assim mais forte? E quanto disso de fato mascara o desejo de maior poder?

O ego detém muitos esconderijos. Exposto em um, logo ocupa outro. Pois parece ter uma capacidade colossal para o engano e decepção voltados para seus próprios motivos. Chegará a aceitar a disciplina e o sofrimento para que não seja eliminado.

Se essas verdades parecerem demasiado frias para alguns ou cruéis para outros, tal reação emocional será compreensível e perdoável. Mas isso as torna menos verdadeiras?

Pois o ego usará de toda a sua astúcia de seu intelecto lógico, e toda a sedução de sua natureza sensual, para manter o aspirante distante da busca.

Poderá gostar de

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O curandeiro não "faz" ou "dá" algo ao paciente, mas ajuda-o a voltar para o Todo, para o caminho da "Unidade" com o Universo; neste "encontro" o paciente se torna mais completo, e isto é cura. Nas palavras de Arthur Koestler: "Não há linha divisória nítida entre a auto-reparação e a auto-realização". - Lawrence LeShan

Observe, você não é aquilo que você pensa que é. Você não é somente aquilo que seu o seu meio ambiente lhe fez. Há mais realidade em si do que aquela que lhe é dada social e externamente. Você possui outra personalidade bastante diferente daquela que você mesmo tem certeza de que você é. — Gopi Krishna

A meditação em si, não é o Caminho. O Caminho é o CONTATO! A meditação apenas serve de meio para atingirmos o silêncio interior, onde o CONTATO é feito. — Joel S. Goldsmith

"Senhor, como uma ovelha perdida que anda de um lado para outro, procurando o caminho, também eu te procurava no exterior, quando Tu estavas em mim... Percorri ruas e praças da cidade deste mundo, buscando-Te sempre... e não Te encontrei porque em vão procurava fora o que estava dentro de mim." - Agostinho

"A paz que você procura está no silêncio que você não faz"

"Melhor seria viver apenas um único dia no aperfeiçoamento de uma boa vida em meditação do que viver cem anos de forma má e com uma mente indisciplinada.

Melhor seria viver apenas um único dia na busca do entendimento e da meditação do que viver cem anos na ignorância e na imoderação.

Melhor seria viver apenas um único dia no começo de um diligente esforço do que viver cem anos na indolência e inércia.

Melhor seria viver apenas um único dia pensando na origem e na cessação do que é composto do que viver cem anos sem pensar em tal origem e cessação.

Melhor seria viver apenas um único dia na percepção do estado Imortal do que viver cem anos sem tal percepção.

Melhor seria viver apenas um único dia conhecendo a Doutrina Excelsa do que viver cem anos sem conhecer a Doutrina Excelsa". — O Buda, dos DHARMMAPADA

Velai incessantemente para que não haja em vosso coração nenhum pensamento, nem insensato, nem sensato: não tardareis a reconhecer os estrangeiros, isto é, os primogênitos dos egípcios. — Hesíquio, o Sinaíta (Século VIII)